Quem sou eu

Minha foto
Bacharel, Mestre e Doutor em Teologia pela Escola Superior de Teologia (EST). Área de Concentração: Teologia Sistemática. Pesquisador nas áreas de: Estudos Feministas, Teorias de Gênero, Teoria Queer, Masculinidade, Homossexualidade e Diversidade Sexual, na sua relação com Religião e Teologia.

Há tempo de estar calado e tempo de falar (Ec 3.7b) – Os tempos do Movimento #naruasaoleo

Na última quinta-feira (18/07/13), o Movimento #naruasaoleo organizou um ato chamado de Missa de Sétimo Dia da Democracia, lembrando da violência moral e física perpetrada pelas autoridades de São Leopoldo contra os/as manifestantes que pedem três audiências públicas: uma sobre saúde, uma sobre transporte coletivo e uma sobre a reforma administrativa (esse último tema discutido e aprovado na dita sessão e entrementes anulada pela justiça).
Os/as manifestantes simularam um cortejo fúnebre, vestidos/as de preto, com as bocas cobertas por fitas de esparadrapo, com flores e cartazes ao som da marcha fúnebre. A reação foi imediata: homens sem identificação chamavam o ato de palhaçada, ameaçavam verbalmente os/as manifestantes e mesmo entre vereadores/as e outras pessoas presentes na sessão sentia-se o desconforto diante do silêncio dos/as manifestantes. A fala, agora estava do outro lado: pessoas contrárias ao movimento gritavam, xingavam, aplaudiam e mesmo vereadores/as usaram o espaço para desabafos e reflexões confusas e incoerentes. Nesse caso, nem a Guarda Municipal e nem a Brigada Militar (essa última ausente) tomaram nenhuma iniciativa.
O grupo permaneceu no plenário da Câmara, durante toda a sessão, em silêncio. Um silêncio ensurdecedor. Uma ameaça concreta a quem detém o poder da palavra, da decisão, de silenciar através de meios ilegais e violentos. Além dos grunhidos de algumas pessoas contrárias ao Movimento e suas reivindicações (com base no que mesmo?) o silêncio, mais uma vez, foi quebrado por Angélica (a mesma que tinha estado no acampamento em frente à praça e onde falou e reclamou e ainda me acariciou quando eu estava me recuperando do ataque com spray de pimenta). Ela falou alto e claro. Rompeu o silêncio. Reclamou do sistema de esgoto do local onde mora e exigiu providências.
Angélica não tem participado regularmente das atividades do acampamento, mas sempre que vem é bem-vinda. Ela não estava ali falando em nome do movimento, nem foi instruída a fazer essa entrada triunfal. Mas ela me representa e acho que também representa o Movimento. Foi silenciada com a fala do presidente que afirmou que a sua demanda seria anotada e encaminhada ao Executivo Municipal e escoltada por um guarda. Ah Angélica, você realmente sabe o tempo de estar calada e o tempo de falar.
Os/as manifestantes seguiram em silêncio, alguns/as acompanharam Angélica na saída. Encontrei ela embaixo da lona e continuava falando coisas que nem todo mundo entendia. E o silêncio continuou a perturbar. Entre as reações vocais de quem não fazia parte do Movimento, um longo desabafo do Presidente da Câmara. Quase comovente, não tivesse ele afirmado três vezes que era vereador de primeiro mandato e pelos menos três vezes terminado suas afirmações com “em nome de Jesus”. Assim como está escrito: “nesta mesma noite, antes que o galo cante, tu me negarás três vezes” (Mateus 26.34). O silêncio da morte, antes da ressurreição, faz com que os que se pretendem mais fieis se percam em seu próprio medo de enfrentar os sistemas de opressão e colocar-se ao lado da justiça.
Na mesma noite foi votada e aprovada a realização da segunda audiência solicitada (sobre transporte público), pois a sobre saúde já tinha sido aprovada anteriormente. E agora, com a anulação da sessão que votou e aprovou a reforma administrativa sem o direito de discussão pública com a comunidade e sob forte repressão policial, será tempo de falar Srs. Vereadores e Sras. Vereadoras? Ou tentarão com seus esquemas e astúcias demoníacas manter o povo novamente em silêncio. O Movimento #naruasaoleo continua afirmando, ao megafone ou em silêncio: é hora de falar! Queremos audiência pública!

Foto de Diorge Bg MundoReal: https://www.facebook.com/BgMundoReal?fref=ts